eventos corporativos

Views: 1260

Written by:

Confira como 4 gigantes da tecnologia inovam em eventos corporativos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Os profissionais de marketing e vendas das grandes empresas sabem que Investir em eventos corporativos é uma estratégia que traz bons resultados. São iniciativas que mantém, elevam ou recuperam o conceito de uma organização junto aos seus públicos de interesse e junto à opinião pública. Tais ocasiões também representam uma oportunidade para divulgar e promover novos produtos. E, para os gigantes da tecnologia, a inovação nesse tipo de evento vem se tornando uma norma.

Isso acontece especialmente quando há uma celebração especial relativa ao evento em si. É o que ocorreu esse ano, por exemplo, com o décimo aniversário do IO, a conferência anual para desenvolvedores realizada pelo Google. O evento foi um dos escolhidos pelo site BizBaz, especializado no setor, como um dos mais inovadores deste ano.

O site também escolheu em sua lista outros dois eventos corporativos de grandes empresas do setor, a 12ª Microsoft Worldwide Partner Conference e a Dreamforce, maior conferência sobre software do mundo, promovida pela Salesforce. A F8, a já tradicional conferência para desenvolvedores promovida pelo Facebook, ficou de fora da lista mas também se destacou pela transmissão ao vivo e reunião de participantes em vários locais do mundo, através de meetups.

meio-do-texto-2

Google IO            

Tradicional evento para desenvolvedores do Google, realizado em maio, o IO completou 10 anos em 2016. A estratégia da empresa para marcar a data foi a de promover um ambiente de festival. Para isso, alterou o local da conferência do  Moscone Center, em São Francisco, para o Anfiteatro Shoreline, em Mountain View, onde fica a sede da empresa. O estacionamento foi transformado numa vila, com grandes tendas e domos geodésicos.

Durante o dia, o espaço abrigava sessões específicas sobre temas abordados na conferência, como apps, realidade virtual e serviços para internet. À noite, os espaços transformavam-se em centros de entretenimento. Houve uma preocupação especial em usar materiais reciclados, dentro da tendência de eventos corporativos sustentáveis, e também a de promover uma atmosfera mais tranquila para os participantes. Todos receberam também uma espécie de kit de sobrevivência, com óculos escuros, protetor solar e bandanas.

Salesforce Dreamforce

O gigantesco evento da Salesforce, realizado no início de outubro em São Francisco, já é um desafio por si só, tendo em vista os cerca de 170 mil participantes. Realizado desde 2003 (quanto atraiu 1,3 mil participantes), é considerada a maior conferência de software do mundo. Realizado pela empresa de marketing George P. Johnson, o evento teve como estratégia geral estabelecer 19 zonas de experiência em várias locações.

Além do Moscone Center, hotéis e locações também foram utilizados para oferecer uma experiência própria para cada tipo de participante. No caso dos desenvolvedores, por exemplo, a locação dispunha de ambientes de programação prontos para uso, permitindo que acontecessem Hackathons dentro do evento. Os inscritos receberam e-mails personalizados, conforme suas áreas de interesse, indicando quais entre as 1,6 mil sessões poderiam ser do seu interesse. Também houve uma preocupação especial com o apoio aos participantes, com 2 mil professores e embaixadores treinados.

O Trailhead, que oferece uma experiência lúdica de aprendizado, foi um dos destaques, com os funcionários da empresa vestidos de guardas florestais. Os shows também têm um toque adicional, com a arrecadação de recursos para hospitais infantis.

Microsoft World Partner Conference

Com cerca de 15 mil participantes e realizada em Toronto em julho, a 12ª WTC contou com uma espécie de tutorial para orientar os participantes de primeira viagem. O objetivo é proporcionar um guia para o planejamento das melhores sessões, de acordo com os interesses de cada um. Com isso, a organização tinha a expectativa de melhores resultados em termos de aprendizado e networking.

O auxílio aos novos participantes não se limitou ao virtual: também havia mesas especialmente voltadas para eles, com assistentes treinados para prestar assistência no que precisassem. A conferência também enfatizou bastante o uso social da tecnologia, dentro do novo item da missão da Microsoft: “Empoderar cada pessoa e cada organização no planeta para realizar mais”.

Facebook F8

Outro evento tradicional para desenvolvedores ligados à rede social mais importante do mundo, o F8 conta com público menor, mas, em compensação, estima ter alcançado 1 milhão de pessoas com suas transmissões ao vivo. Realizado em abril, em San Francisco, a conferência não foi classificada como uma das mais inovadoras, mas é de chamar a atenção devido a preocupação com os participantes e espectadores de fora.

Os participantes foram orientados a fazer o download do app do evento, que trazia todas as informações, notificações e possibilidades de customização da agenda. Seguia, assim, a tendência mundial de utilizar apps para eventos com a finalidade de proporcionar uma melhor experiência.

O F8 é complementado, a nível mundial, por meetups (no Brasil, aconteceu em São Paulo), nos quais os participantes puderam assistir à palestra inicial e um dos painéis, além de confraternizar.

Quais inovações o seus eventos corporativos podem oferecer para impressionar e criar experiências incríveis para o seu público?

como inovar em eventos com a tecnologia gerando resultados

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *