Neurociencia para resolver o estresse no trabalho app para eventos, blog para eventos

Views: 219

Written by:

Use a neurociência para reduzir o estresse da coordenação de eventos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Se você trabalha na área, fique sabendo: a coordenação de eventos é a quinta carreira mais estressante de 2016. De acordo com o site CareerCast, que faz rankings anuais sobre empregos. Para avaliar o nível de estresse, o site leva em conta vários fatores.Tais como prazos, competitividade, demandas físicas, condições ambientais, contato com o público e outros.

Para se ter uma ideia do nível de estresse envolvido, os primeiros colocados no ranking foram os militares alistados.Com um índice de estresse de 84,78. A seguir vêm os bombeiros (60,59), pilotos de avião comercial (60,46) e policiais (53,46).O índice de estresse dos coordenadores de eventos – que correm menos risco de morte do que os demais bem colocados no ranking – ficou em 49,93.

Esse trabalho me consome…

De acordo com o site, as exigências do público e dos participantes estão entre os fatores que tornam o trabalho de coordenação de eventos tão estressante. Isso é uma afirmação que todos os organizadores de eventos podem concordar sem hesitar. Motivo pelo qual, aliás, o uso de um aplicativo para eventos é sempre tão bem visto pelos organizadores, conforme atestam os clientes da InEvent.

Uma pesquisa foi feita no Reino Unido em 2015. Com profissionais no setor de eventos indicou que 83% achavam que o estresse é um problema significativo. Com semanas que podem chegar a 50 a 60 horas de trabalho. Os trabalhadores do setor ouvidos se queixam da falta de pausas (58%), enquanto 67% acreditam que trabalham demais.

Existem diversas recomendações para a redução de estresse no setor de eventos. Caso você já tenha experimentado todas, talvez seja a hora de tentar a neurociência e as curiosas recomendações de Alex Kord.  O pesquisador da Universidade da Califórnia e autor de The Upward Spiral. A obra é dedicada a ensinar hábitos simples para reverter a depressão, baseados em princípios da neurociência.

Como superar o estresse no trabalho no setor de eventos?

Em entrevista à revista Time, Korb afirma que hábitos simples podem ser cultivados para elevar seu nível de felicidade:

Sorria e use óculos escuros 

Sorrir é uma forma de “enganar” seu cérebro, que tende a considerar que tudo está bem. Quando você flexiona os músculos para o sorriso, graças aos mecanismos de feedback. Como seu cérebro recebe informações constantes do seu corpo. Se receber indicações relativas a uma emoção positiva, ele irá desencadear respostas hormonais a este estímulo.

Os óculos escuros vão na mesma linha. Com eles, você irá franzir menos os músculos ao redor dos olhos devido à claridade, um sinal que o cérebro interpreta como preocupação. E Korb acrescenta que os óculos escuros ainda têm a vantagem de fazê-lo parecer realmente cool.

Pense em seus objetivos

Basta pensar neles, apenas isso. A argumentação é a de que pensar em seus objetivos a longo prazo fará com que o seu cérebro tenha maior senso de controle e realização e liberte dopamina, o hormônio envolvido no controle do humor, movimentos, emoções, memória e aprendizado.

Durma bem

Esse conselho não é exatamente novidade. O sono é uma das primeiras vítimas do estresse ou outros problemas, como a depressão. Korb aconselha rituais para dormir e, se possível, ir para a cama em horários mais ou menos fixos, para preparar o cérebro para o sono.

Ouça música (de uma época feliz)

Um dos efeitos poderosos da música, segundo a neurociência, é o de despertar memórias da época em que foi ouvida. Por isso, a escolha da música deve ser cuidadosa. Para que você não acabe lembrando do fora que levou quando adolescente ou da festa em que ficou sem ninguém com quem dançar.

Evite procrastinar

A ideia, aqui, é que adiar tarefas gera estresse, o que, por sua vez, reduz o controle do córtex pré-frontal, responsável pelo pensamento a longo prazo, mais racional.  O conselho é vencer a procrastinação. Iniciando um pequeno passo para realizar a tarefa, o que reduzirá o estresse e levará o córtex a recuperar o controle.

Caminhe pela manhã

Este também não é um dos conselhos mais originais. Todos sabem que exercícios combatem o estresse. De acordo com o pesquisador, a caminhada ao sol traz benefícios para o sono noturno. Também favorece a liberação de serotonina, que regula funções como o sono, apetite e humor. Para Korb, se a caminhada for feita com um amigo, melhor – vai proporcionar, além das demais vantagens, a conexão social.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *