marketing para eventos, eventos, produtividade, tecnologia, pesquisa, opinião, marketing

Views: 824

Written by:

Como elaborar uma pesquisa que engaje os participantes e levante os dados que você realmente precisa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Com a chegada de novas tecnologias, é cada vez mais simples incluir pesquisas nos aplicativos móveis. Mas, para as equipes responsáveis pelo marketing para eventos, continua existindo um grande desafio, que não tem nada a ver com tecnologia: como desenvolver um questionário de pesquisa simples, que reúna as informações que você precisa e que seja interessante para os participantes, ampliando o número de respostas? Afinal, é a partir desse feedback que marcas e organizadores podem gerar maior engajamento e produtividade em eventos futuros.

O primeiro passo, básico, que a equipe de marketing para eventos deve levar em consideração é não incluir perguntas cujas respostas já foram inseridas ou coletadas em outras interações no app para eventos, como no login via redes sociais.

Elaborar uma pesquisa realmente eficiente não é uma tarefa simples, em qualquer setor. No varejo, por exemplo, estudo realizado em 2016 pela consultoria Interaction Metrics apontou que, nos Estados Unidos, entre os 65 maiores varejistas, praticamente todos realizam pesquisas de satisfação do cliente. Mas nenhuma dessas pesquisas era capaz de capturar informações de qualidade ou engajar totalmente o consumidor.

Identificando o escopo da pesquisa

Então, como superar esse desafio? Em relação ao escopo da pesquisa, você deve estar atento aos seguintes pontos:

1 – Objetivo da pesquisa

Nessa primeira etapa a equipe de marketing de eventos deve identificar quais são as principais informações que devem ser coletadas, seja sobre a facilidade no acesso, instalações, palestrantes, interações com colegas, entre outros assuntos, partindo de uma necessidade real de dados que podem levar a melhorias nos próximos eventos.

2 – Como criar as perguntas

Lembre-se que objetividade, principalmente quando se fala em aplicativos móveis, é fundamental, assim como a clareza dos enunciados. Além disso, você pode variar o tipo de pergunta, incluindo questões como os exemplos abaixo, que fazem com a pesquisa seja mais dinâmica:

  • Resposta única – essa é a primeira vez que participa dos nossos eventos? SIM/NÃO
  • Resposta múltipla – como você tomou conhecimento do evento? Indicação de colegas/e-mail mkt/anúncio em revista/redes sociais
  • Escala – como você avalia os expositores? Classifique de 1 (pouco relevantes) a 10 (muito relevantes)
  • Resposta aberta – como você avalia o conteúdo das palestras? Deixe seu comentário sobre a palestra que achou mais interessante.

3 – Análise dos resultados

Os resultados da pesquisa, principalmente os que envolvem o desenrolar do evento, como os expositores ou instalações, por exemplo, devem ser apresentados de forma visual, de fácil compreensão, em tempo real, para que possam ser realizados eventuais ajustes.

Esses mesmos resultados, já consolidados, indicarão à equipe de marketing de eventos os pontos fortes e pontos fracos e permitirão medir o ROO (Return on Objectives) e ROI (Return on Investiment) com mais facilidade e precisão.

marketing para eventos, eventos, produtividade, tecnologia, pesquisa, opinião, marketing

Apresentando a pesquisa

Mas não é só o seu escopo que vai determinar o engajamento e eficiência da pesquisa. A sua apresentação na tela do aplicativo móvel também é muito importante, garantindo uma leitura fácil e confortável para o participante. Especialistas em UX (User Experience) indicam que o questionário deve ser dividido por páginas, com uma média de duas a três perguntas em cada uma.

Toda pesquisa deve ter um texto de abertura e um de encerramento, e também pode ter pequenos textos entre as questões, ampliando a interação com os participantes e oferecendo explicações adicionais antes da pergunta.

A mensagem de abertura é uma forma de você contextualizar o tema da pesquisa e engajar o participante, o convencendo a responder o questionário. Já a mensagem de encerramento serve para agradecer a sua participação. Ambas são uma forma simpática de iniciar e encerrar a interação com o respondente.

Para agilizar o tempo de resposta e ampliar o escopo, a equipe de marketing para eventos pode usar o recurso de lógica para questionários, quando o respondente, conforme a sua resposta a uma questão, é direcionado à próxima pergunta.

Por exemplo, se um participante responde NÃO a uma pergunta como “Foi fácil contatar o palestrante?”, ele pode ser direcionado a uma pergunta aberta onde explicará a sua dificuldade. Já quem respondeu SIM é direcionado a outro assunto.

E, sempre, mas sempre, revise muito a pesquisa, tanto em busca de inconsistências nas perguntas como também em busca de erros de português. E teste, e refaça o teste de navegação da pesquisa junto com o parceiro de desenvolvimento do app para eventos.

Ampliando o engajamento pós-evento

Após todo esse esforço para elaborar, implantar e analisar os resultados de uma pesquisa, a equipe de marketing para eventos não só pode, como deve aproveitar todos os dados de cada participante para ampliar o relacionamento.

Nesse caso, a comunicação um-a-um é a melhor estratégia, personalizando as mensagens, já que as pessoas que respondem a um questionário estão ao mesmo tempo abrindo uma porta para manter o diálogo e um maior engajamento com a marca.

Responda as críticas e mostre que a organização está atenta a esse problema. E, se tudo foram elogios, envie um e-mail ou mensagem de agradecimento, informando os próximos eventos e oferecendo conteúdo relevante conforme o perfil do participante.

E aí? Curtiu nossas dicas de marketing para eventos? 😉

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *