gestão de eventos

Views: 818

Written by:

Internet das Coisas traz inovações para a gestão de eventos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Entre as maiores conquistas tecnológicas das últimas décadas estão, sem dúvida, os meios de promover de forma rápida e segura a transmissão de dados de todos os tipos. Graças a essas tecnologias, as pessoas, empresas e governos têm à sua disposição ferramentas para conexão com os mais variados objetivos.

O próximo passo é a conexão com os objetos do cotidiano, a chamada Internet das Coisas (IoT), que poderá trazer muitos benefícios para a gestão de eventos.

Estas inovações tecnológicas estão acontecendo rapidamente. De acordo com a consultoria Gartner, a previsão é a de que o número de objetos conectados em uso no mundo, este ano, vai totalizar 6,4 bilhões. O crescimento em relação a 2015 será de 30%, com 5,5 milhões de coisas conectadas a cada dia.

De acordo com estas previsões (feitas no final do ano passado), em 2020 haverá 20,8 bilhões de objetos conectados em todo o planeta.

Entre os exemplos mais conhecidos de objetos conectados estão os veículos, que já prestam informações sobre o trajeto a ser escolhido através de GPS e se conectam aos smartphones, por exemplo.

Também são muito utilizados dispositivos conectados com o objetivo de economizar energia ou monitoramento de áreas. O volume de recursos destinados ao setor aumenta rapidamente: em 2014 foram US$ 939 bilhões, e, para este ano está previsto um investimento de US$ 1,4 trilhão.

gestão de eventos

Da iluminação ao cafezinho

Em termos mais simples, a Internet das Coisas é a conexão entre objetos e pessoas para a transferência de dados através de uma rede, sem a necessidade de intervenção humana.

Os sensores instalados em uma grande variedade de objetos – desde termostatos, TVs e geladeiras até prédios, ruas e instalações industriais – vão reagir a determinados estímulos e fornecer informação ou proceder a ações pré-estabelecidas.

A especialização das aplicações destas tecnologias fez surgir, por exemplo, a Internet dos Prédios.

Uma das primeiras tecnologias a se firmar é a iluminação inteligente, que aproveita a versatilidade do LED o monitoramento das condições ambientais, variando a intensidade da iluminação conforme o horário do dia ou mesmo da presença de pessoas no local. Trata-se de um setor com grande potencial de investimento e que pode gerar muitas outras aplicações derivadas.

O fato dos dispositivos relacionados à IoT fazerem automaticamente a coleta de uma grande variedade de dados é bastante relevante para a gestão de eventos. A tecnologia oferece uma oportunidade de engajar e se comunicar com os participantes de uma forma inédita, não somente para os organizadores, mas também no que se refere a patrocinadores e expositores.

Relacionamentos mais estreitos

Do ponto de vista do organizador de eventos, a IoT torna mais ágil o relacionamento com os participantes. Ela pode ser associada à sua plataforma para eventos para agilizar itens como o credenciamento, além de fornecer insights sobre o comportamento dos participantes durante a programação. São informações úteis para fazer o ajuste fino de alguns aspectos do evento que não estariam funcionando a contento.

Do ponto de vista técnico, as tecnologias para eventos que podem ser associadas à IoT são:

Beacons – Estes dispositivos usam o bluetooth dos smartphones para enviar dados para os participantes. Assim, por exemplo, eles podem ser usados para automatizar o processo de check-in, proporcionar informação sobre localização dentro de feiras e pavilhões de eventos para criação de mapas de calor e envio de notificações personalizadas em uma determinada área.

RFID – Acrônimo de Radio Frequency Identification, trata-se de um tipo de tecnologia vestível (pode ser incluída em pulseiras de identificação, por exemplo) que também permite a conexão com os participantes.

NFC – Acrônimo de Near Field Communication esta é uma tecnologia que vem sendo usada principalmente para pagamentos através de smartphones.

Entre os benefícios da Internet das Coisas para a gestão de eventos, podemos citar ainda:

Maior conforto para os participantes

A escolha de uma locação que adote estas tecnologias vai trazer como consequência maior conforto e segurança para os participantes. Haverá um controle de acesso mais eficiente e, ao mesmo tempo, as condições ambientais dentro da locação serão constantemente monitoradas. Em locações maiores, não haverá risco de se perder, já que os participantes podem se orientar através dos seus dispositivos móveis.

Melhor administração de alimentação e buffet

Os dados de consumo e utilização de buffet e estandes de alimentação podem ser automatizados e enviados para os organizadores dos eventos. Isso permite um controle maior sobre o que é consumido, bem como uma orientação sobre produtos que despertam maior interesse dos participantes.

Geração de dados para CRM

Associada à sua plataforma de gestão dos participantes e patrocinadores, a IoT contribui para a geração de um grande volume de dados sobre este público presente no evento. Esses dados podem ser direcionados para o CRM (Customer Relationship Management), a fim de gerar leads qualificados e vendas.

Gostou das nossas dicas sobre IoT? A Internet das Coisas poderá trazer muitos benefícios para a sua gestão de eventos. 😉

como inovar em eventos com a tecnologia gerando resultados

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *