networking em eventos

Views: 278

Written by:

Vale a pena investir em um lounge para networking no seu evento?

23 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 23 Google+ 0 Filament.io 23 Flares ×

O lounge é um local para sentar e relaxar, e funciona como um oásis no meio do deserto, ops, no meio de um pavilhão de exposição ou mesmo de um grande evento corporativo. É um grande convite para que as pessoas interajam mais e, no geral, uma grande oportunidade para ampliar o networking profissional de uma forma mais relaxada e divertida, sem deixar a marca de lado.

A sofisticação e inovação no layout e atrações do lounge depende, claro, do orçamento, mas o principal é que sempre seja um espaço de confraternização, aconchegante.

Se a sua verba é grande e o seu público é composto na maior parte por millennials, por exemplo, vale investir em vídeo games e grandes telas, com som surround, criando a ilusão de que esse é um espaço à parte do evento. E, como os millennials adoram compartilhar as suas experiências, além de oferecer um lounge atrativo para ser fotografado, que tal também oferecer comidas e bebidas que merecem ser fotografadas e compartilhadas? Tudo isso vai gerar mais “buzz” em torno da sua marca.

O lounge também pode ser um espaço secreto, mais tranquilo, onde um potencial cliente terá uma experiência única. Para o organizador sempre é uma oportunidade de estreitar o networking profissional. Na última edição da CES (Consumer Electronics Show) o Twitter montou um espaço VIP “secreto” dentro do seu stand. Para encontrar influenciadores e executivos, os convidados entravam em uma cabine de gravação dentro da loja Muzik Store, na #TwitterCity, e precisavam falar um código secreto no microfone para abrir uma porta escondida. Lá dentro, todos podiam confraternizar em um bar ao estilo dos anos 1920, época da Lei Seca nos EUA. Quase que como um lounge dentro de outro lounge.

Como montar um lounge de sucesso

O planejamento do lounge segue a mesma estratégia do planejamento do evento: objetivo e orçamento. É preciso analisar o antes, durante e pós-evento e as oportunidades que podem surgir a partir do networking profissional proporcionado pelo espaço.

O planejamento inclui como será a divulgação desse lounge, qual será o seu posicionamento nas redes sociais? Quantas pessoas devem ser convidadas? A entrada desses convidados será escalonada e como será feita essa escala? Cada etapa deve ser bem planejada. E depois do evento, claro, é hora de fazer o follow-up.

Se o lounge for instalado fora do pavilhão do evento, como em um restaurante ou bar próximo, analise se não vale abrir o espaço antes mesmo da sua abertura, aproveitando para reunir potenciais clientes e parceiros que chegaram com antecedência. Nesse caso, organize a logística para transportar os convidados.

Se for instalado dentro do pavilhão, o lounge deve ser um espaço calmo, pelo menos no horário de funcionamento do evento. Depois, a festa está liberada. E também deve ser um local onde as pessoas possam descansar, conversar com calma, deixando o burburinho do evento do lado de fora.

O espaço deve servir para interagir com possíveis clientes, parceiros, enfim, ampliar o networking profissional, destacando a marca frente aos concorrentes, principalmente em eventos de grande porte.

Vale também buscar parcerias que ajudem na divulgação, na recepção, nas bebidas e, claro, nos custos. Agregar parceiros pode oferecer ainda mais experiências para os convidados, que devem ser únicas e especiais. Não economize na criatividade.

Falando em Networking em eventos, você já teve boas experiências com a inclusão de um lounge no seu evento? Conte pra gente nos comentários.

networking em eventos

 

 

23 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 23 Google+ 0 Filament.io 23 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *