gamificação, gestão de eventos

Views: 545

Written by:

Como obter melhores resultados na gestão de eventos com a gamificação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Encorajar o engajamento de participantes é um dos maiores desafios da gestão de eventos. Por mais interessantes e abrangentes  que sejam os assuntos abordados na programação, quem comparece espera ter uma experiência mais memorável, que valorize o investimento realizado com o comparecimento. Interagir com os demais, fazer novos contatos e trocar experiências contribuem para essa sensação – e a gamificação desponta como uma ferramenta valiosa para chegar a esses resultados.

Em termos simples, a gamificação é definida como o processo de usar conceitos, teoria e mecânicas de jogos digitais e tradicionais para engajar ou influenciar o comportamento (no caso, dos participantes). Tornou-se uma ferramenta poderosa por causa da sua capacidade de atrair as pessoas, o que tem sido usado com sucesso em campanhas de marketing para valorizar marcas e produtos.

Não é de se espantar que seja um mercado que não pára de crescer em todo o mundo, com estimativa de alcançar US$ 22 bilhões em 2022, de acordo com pesquisa da P&S Market Research. Esse crescimento é fortemente alavancado pelas novas formas de interação digital, conforme ficou comprovado no ano passado pelo sucesso avassalador do jogo Pokemon Go.  

Mudanças gratificantes

O sucesso da gamificação pode ser medido pelas mudanças de comportamento experimentadas. Se seus eventos anteriores não se notabilizaram pela animação dos participantes, esta é uma meta a ser observada na sua gestão de eventos. O que caracteriza a implantação de uma estratégia de gamificação bem-sucedida? Pelo menos três fatores são fundamentais:

  • Criar motivação nos usuários, através da chance de vencer, receber premiações ou reconhecimento do seu talento.
  • Oferecer a oportunidade de cumprir uma tarefa mais difícil, por meio da sua divisão em tarefas menores e mais fáceis que vão elevar a percepção do usuário.
  • Dar dicas ou pistas para completar uma ação específica.

Utilizar esses critérios em seus jogos traz mais chances de alterar comportamentos, facilitando o contato e a interação entre os participantes. Conforme destacado por especialistas como o professor B. J. Fogg, especialista em psicologia comportamental da Universidade de Stanford, a mudança pode ser ativada por três elementos: motivação, habilidade e estímulo.

Para ele, as alterações de comportamento só ocorrem quando os três elementos ocorrem ao mesmo tempo, o que é típico de atividades de gamificação.

Virando o jogo na gestão de eventos

Já abordamos, aqui no blog, alguns itens básicos sobre a gamificação na gestão de eventos, além dos principais problemas que devem ser evitados pelos organizadores na sua implantação. Para alcançar os melhores resultados, nem sempre é preciso investir muito, mas a criatividade é sempre um requisito básico.

Mais simples ou mais complexos, os jogos trazem vários benefícios para a gestão de eventos:

Divulgação em redes sociais – Quem está se divertindo terá mais disposição em compartilhar sua satisfação com colegas e amigos nas redes sociais, o que estenderá o alcance do evento.

Aumento do networking – Atividades de gamificação frequentemente trazem maior interação entre os participantes, o que aumenta o networking – e esse, como os profissionais do setor bem sabem, é um dos principais objetivos da gestão de eventos.

Maior presença – A expectativa de diversão ou prêmios pode elevar o comparecimento em horários menos favoráveis da programação, como as últimas sessões do dia.

Incentivando o engajamento

Para quem tem orçamento disponível, o site Meetings Imagined oferece algumas sugestões interessantes de jogos tradicionais para serem adotados na gestão de eventos. Entre eles estão espaços para brincar com blocos de Lego, minigolfe, um tabuleiro de xadrez gigante – para eventos ao ar livre, naturalmente! – e até estandes de prêmios típicos de parques de diversões.

Nem sempre é possível ou viável, em termos de locações, a adoção de tais sugestões. Mas, para uma maior eficiência nas atividades de gamificação, seja uma caça ao tesouro, premiações por postagens ou prêmios ligados a patrocinadores, algumas sugestões podem trazer melhores resultados:

Simplifique ao máximo – Com tanta tecnologia ao alcance das mãos, os consumidores dos dias atuais costumam ser mais impacientes. Promover atividades complicadas pode não ser a melhor solução para eventos mais curtos ou que têm a programação intensa. Atividades mais simples, como indagar a opinião de participantes durante o transcorrer de palestras, com resultados em tempo real, pode ser uma ótima opção.

Use a tecnologia mobile – As plataformas interativas para eventos mais modernas já trazem o suporte a atividades de gamificação. Você pode, por exemplo, instituir uma pontuação pelo uso das funcionalidades do seu app para eventos, conforme a ação realizada.

Promova a competição – As pessoas adoram competir. Divulgar em painéis ou social walls os resultados de atividades de gamificação (número de tweets ou postagens em redes sociais, ou uso do app para eventos) é uma estratégia de gestão de eventos que vai estimular a participação e permitir que os vencedores se destaquem.

Estimule a ação – Se o evento permite, promova algum tipo de atividade saudável, como caminhada, corrida ou esporte (acertar a cesta de basquete, por exemplo). Mais atividade contribui para quebrar a rotina de apresentações e palestras sucessivas, gerando uma experiência mais satisfatória.  

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *